Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Gato Pardo

Para quem conhece, vocês estão mais que vacinados. Vocês não conhecem isto? São maiores de idade? Trazem o vosso cartão de cidadão, boletim de vacinas e resgisto criminal? Não? Fantástico!!!

Gato Pardo

Para quem conhece, vocês estão mais que vacinados. Vocês não conhecem isto? São maiores de idade? Trazem o vosso cartão de cidadão, boletim de vacinas e resgisto criminal? Não? Fantástico!!!

Puro jornalismo de investigação...

04.07.12publicado por Gato Pardo

 

 

Admito. Toda este história do Relvas deixou-me curioso.

Que mais esconderia o nosso ministro rechonchudinho no seu percurso académico?

Coloquei-me em campo para investigar. Comprei tabaco, bebi dois cafés e paguei um six pack de Super Bock a dois ucranianos para fazerem o trabalho por mim.

Eis as descobertas...

 

- Relvas pode ter concluído a sua licenciatura num ano mas não possui o restante background que faz do mero estudante, um verdadeiro universitário. Qualquer pessoa que se proponha a uma licenciatura em Ciências Políticas e Relações Internacionais (36 cadeiras, portanto...) necessita de pelo menos 3 anos a fumar ganzas como se não houvesse amanhã e pelo menos 28 orgias anuais com cidadãs estrangeiras (que isto das relações internacionais dá trabalho, o que é que vocês pensam...). Ora, ele com aquela cara de quem nunca partiu um prato quase que me atrevo a dizer que se ele conhece a posição de missionário é muito.

- Entrámos em contacto com a professora da primária de Relvas. Apesar de mouca, caquética mas ainda sexualmente activa, D. Amélia reconheceu que Relvas concluiu a primária numa semana. Não por ser um aluno excepcional mas simplesmente porque lhe f*dia a cabeça de tal maneira que lhe dava umas dores de cabeça tramadas e dar-lhe reguadas agravava-lhe a artrite.

- Relvas nunca teve a inebriante experiência de ir às meninas pela primeira vez. Quer dizer, ele foi. Mas quando lá chegou, em vez de sacar do dinheiro, a primeira coisa que fez foi tirar uma folha com o seu currículo profissional. A profissional do sexo informou-o que em termos de currículo, no que dizia respeito a f*der pessoas, ali quem dava cartas era ela. E ele saiu de lá com o coiso na mão (o currículo, entenda-se...).

 

Relvas seria um verdadeiro fenómeno não fosse o Sócrates.

O que Relvas demorou um ano a fazer, o seu amigo conseguiu num domingo. E por fax.

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.